HAUT, Amsterdam

Alta costura no Amstel

A tarefa era tudo menos simples. Em 2016, a cidade de Amsterdão abriu um concurso para um projeto de construção num terreno em Amstelkwartier, uma antiga zona industrial. O objetivo era construir um edifício residencial com um toque arquitetónico que também cumprisse os padrões aplicáveis para construção verde.

Cinco anos depois, Amsterdão pode agora ter um orgulho justificável no seu novo símbolo de uma vida moderna e sustentável. O edifício residencial de 73 metros de altura é o edifício de madeira mais alto da Holanda e oferece aos seus residentes vistas deslumbrantes do rio Amstel, da marina Stadshaven Amstelkwartier e do parque Somerlust.

Para a vida urbana

No entanto, HAUT Amsterdam, o novo edifício de alta costura na capital holandesa, tem mais a oferecer do que apenas uma fachada impressionante e belas vistas. O edifício residencial de 21 andares abriga 52 apartamentos de preço médio. A estabilidade do edifício é garantida por uma base de cimento sobre alicerces de cimento, o que é absolutamente essencial numa cidade como Amsterdão, onde as caves estão ao nível do lençol freático. Porém, a estrutura principal é de madeira, com 2.800 m3 instalados em toda a sua extensão.

Um material de construção sustentável

A madeira é um material sustentável, que volta a crescer e não agride o meio ambiente. Além disso, também pode ser reciclado. A madeira armazena CO2 e assim contribui para a redução da concentração de CO2 na atmosfera. Os 2.800 m3 de madeira instalados aqui armazenam 2.500 toneladas de CO2 no total, o que corresponde às emissões anuais de CO2 de cerca de 400 famílias.
Contudo, não foi apenas o material de construção principal que resultou na mais alta certificação BREEAM* para construção verde. O edifício residencial também é impressionante com uma gama de qualidades adicionais. Utilizando o sistema de tubagens Geberit PE-HD, 99 por cento da água da chuva é recolhida e utilizada para a irrigação dos jardins no telhado. O sistema de drenagem com Geberit Silent-db20 e Geberit Sovent garante uma solução que economiza espaço e otimiza o som. A fachada é composta por vidros triplos refletores de calor e está equipada com painéis solares para geração de energia, também presentes na cobertura. Luz do dia e ventilação máximas controladas pela energia eólica usando sensores de CO2 garantem um clima confortável: um verdadeiro luxo no coração desta cidade densamente povoada.

*BREEAM: Originário da Grã-Bretanha, a Building Research Establishment Environmental Assessment Methodology é um sistema para avaliar os aspetos ecológicos e socioculturais da sustentabilidade de edifícios.

Imagens