Com o objectivo de disponibilizar-lhe um ótimo serviço, esta página de internet utiliza cookies. Ao visitar a nossa página de internet, expressa o seu consentimento para esta característica. Para mais informações consulte, por favor, a nossa Declaração de privacidade de dados.

OK

Pojeto de ajuda social na Sérvia

Equipa

Anna Baluch, Gestora industrial (Aprendiza / Estagiária)

Para nós, uma fonte de água não é nada de especial. Mas na Sérvia, não é um dado adquirido. Gostaria de obter o maior número possível de impressões e fortalecer a minha personalidade em termos de meu senso de responsabilidade, a comunicação com outras pessoas, a independência e a maturidade.

Sarah Berner, Mecânica (Aprendiza / Estagiária)

Estou ansiosa por viajar para um país que desconheço e trabalhar lá. É principalmente um desafio pessoal porque não sei o que esperar.

Stefan Franz, Mecânico (Aprendiz / Estagiário)

Muitas vezes não temos a oportunidade de viajar para outro país, trabalhar lá e ganhar experiência educacional. Acho que é ótimo ser capaz de ajudar outras pessoas.

Daniel Hänsel, Especialista em mecatrônica (Aprendiz / Estagiário)

Quero apoiar este projeto, a fim de ajudar a criar um nível de vida para outras pessoas que tiveram na Alemanha por um longo tempo. Acredito que viver em boas condições de higiene é um direito humano.

Fabian Höller, Mecânico industrial (Aprendiz / Estagiário)

Sou fascinado pela ideia de trazer novidades num país estrangeiro, para ajudar outras pessoas a melhorar a sua qualidade de vida. Deviam haver mais projetos deste tipo nas escolas para que as crianças fossem confrontadas, numa idade precoce, com os problemas de abastecimento de água potável e de boa higiene, podendo beneficiar com isso.

Tobias Kosche, Especialista em mecatrônica (Aprendiz / Estagiário)

Gosto da ideia de ser capaz de ajudar as pessoas menos privilegiadas, e vejo isto como uma tarefa significativa. Acho que as boas condições de higiene são importantes. Especialmente para uma escola onde as instalações sanitárias são usadas por muitas pessoas diferentes.

Kevin Okroj, Mecânico industrial (Aprendiz / Estagiária)

Segui as imagens e efeitos do terremoto Kraljevo nos meios de comunicação. Acho pessoalmente que ajudar no local é ainda melhor do que doar dinheiro. Especialmente quando se tem a oportunidade de fazer parte de um projecto de ajuda como esta.

Sebastian Weiss, Gestor industrial (Aprendiz / Estagiário)

Esta é uma oportunidade única para reunir as experiências que nunca poderão ser retiradas, podendo até ajudar a pessoa a apreciar melhor o seu próprio padrão de vida. Estou ansioso por conhecer e trabalhar com outros aprendizes de outras empresas da Geberit.

Melanie Wendsche, Gestora industrial (Aprendiza / estragiária)

Gosto de ajudar as pessoas que não estão tão bem como eu estou. Quando estava na escola, participei num projeto semelhante numa escola na Hungria. Acho que esta experiência na Sérvia será muito valiosa para mim.

Frank Knieps, Formador de gestão de recursos humanos

Desde o início que tenho vindo a acompanhar as atividades humanitárias da Geberit. Eu acho que a ideia de realizar tais projetos com os aprendizes é simplesmente ótima! Apreciar e comunicar um determinado padrão vida aos nossos aprendizes, tem sido particularmente importante para mim.

Norbert Peuckmann, Consultor comercial

Durante a minha visita organizacional na Sérvia tenho muitas ideias positivas e estou realmente ansioso para a realização do projecto. O fato de que somos capazes de realizar este projeto com nove aprendizes da Geberit, canalizadores locais e os nossos colegas na Sérvia, será certamente uma experiência enriquecedora profissionalmente e pessoal para todos os envolvidos.